Thursday, July 31, 2008

Exposição em Cruz das Almas

Recentemente, dei início a uma mostra na galeria da Casa de Cultura de Cruz das Almas, cidade situada no recôncavo baiano.
A muito não expunha em minha terra natal e, levado pela liberdade de ser o artista, o curador e o montador da exposição, escolhi um conjunto heterogêneo de obras que representatasse e abarcasse a variedade de caminhos que atualmente busco em meus trabalhos.
Eis o texto de apresentação para os visitantes:
____________________________________________________________________________________
Artistas que pintam as mazelas de seu tempo são uma constante na história das artes. Sem fugir à regra, os trabalhos de Zé de Rocha estão repletos de violência, erotismo e crítica, no que ele denomina de Imagens de Impacto: choques visuais causados pela força de sua técnica e crueza de seus temas.
Cruzalmense, nascido em 1979, desde cedo seus traços demonstraram expressividade. Mas foi nas aulas com o conterrâneo Nelson Magalhães Filho que teve sua primeira orienção artística e foi apresentado às fortes pinturas dos expressionistas alemãs e dos ingleses Francis Bacon e Lucien Freud. Em 1997 ingressou na Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia, onde passou a desenvolver outras técnicas e pesquisas.
Através de um convite da direção da Casa de Cultura Galleno d'Avelírio, a presente mostra, além das novas pinturas, traz um apanhado de suas recentes experiências. Nos desenhos à carvão do tríptico Risco, automóveis destruídos em acidentes são tratados de forma quase abstrata por meio de rabiscos e borrões. Nas gravuras da série denominada Bala Perdida, o próprio autor assume o papel de todos os personagens de uma cena violenta, fragmentos de um fato, cada vez mais comum, em que alguém é atingido em local público e morre, atraindo a curiosidade dos passantes. As primeiras experiências com fotografia começaram com a construção de esculturas perecíveis de conotação erótica. Essas esculturas foram fotografadas e formam o conjunto Permutáveis, alegoria das transformações ocorridas na sexualidade contemporânea.
_____________________________________________________________________________________
Em meio às atribulações e dificuldades que compõem o dia-a-dia de quem decide viver seus sonhos, meus sinceros agradecimentos a todos que ajudaram na realização dessa exposição: D. Nelma, Vanessa, Graça Sena, Kitty, Wellington.

7 comments:

Jo said...

Poxa queria muito ter visto tua exposição,pena que não posso ir a Cruz das Almas, traga ela para Salvador.Faça um bem para cidade.Um abraço e sucesso!!!!

Zinaldo Velame said...

Parabéns! Bela exposição, Zé. Que Deus continue iluminando sua mente para que ela brote cada vez mais imagens como estas, pura arte. Abraço!

anderson pereira said...

ola,
parabens meu velho, siga firme... obrigado pela lembrança, meu blog: andersonpinturas.blogspot.com

abraços

Anonymous said...

Chico vermelho da pedra lascada disse:
Trabalho magnifico!!!!Realmente de Rocha, de vera...Genial!!!!!!!!!!!

Sanane said...

N�o deu preu ver pessoalmente as obras... A galeria s� abre dia de semana, ficou dif�cil! Mas pelas fotos fiquei muuuito curiosa, tem que fazer uma exposi�o aqui.

Beijo, sorte!

Luciano Fraga said...

Parabenizá-lo, seria óbvio e suspeito de minha parte, já que sou fã dos seus trabalhos, sinto não ter comparecido, por motivos vários, sucesso, abraço.

Marisete do PT Cruz das Almas - BA said...

Olá Zé, parabéns pelo prêmio na Bienal! Senti-me orgulhosa em ver mais um cruzalmense vitorioso no Recôncavo, a 'casa' de todos nós!!
Abraços,
M.